quinta-feira, julho 25, 2024
LegislativoNotíciasSenado

Marcos do Val: Flávio Dino usa a Polícia Federal pra fazer chantagem

O senador Marcos do Val (Podemos-ES) afirmou ontem (4/6) no Twitter, que o Ministro da Justiça, Flávio Dino (PSB-MA) usa a Polícia Federal (PF) para chantagear opositores, aliados e até a imprensa.

As denúncias ocorrem no contexto de um embate crescente entre os dois políticos envolvendo a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga os atos de 8 de janeiro.

O parlamentar cita três nomes como serviçais do chefe da Pasta:

  1. Jefferson Portela, da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN);
  2. Ricardo Cappelli, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI);
  3. Clayton Noleto Silva do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DENIT).

Do Val diz que o comportamento não é novidade: “antes como governador ele [Flávio Dino] utilizava a PM“.

Entre os três nomes apontados pelo acusador, um tem destaque: Clayton Noleto, que seria uma espécie de “posto ipiranga“, apelido dado a pessoas que sempre atendem qualquer solicitação de imediato.

A tempos que estou falando da forma como o Ministro Flávio Dino trabalhou e ainda trabalha. Tudo é pelo grampo ilegal, fazendo o uso político da policia, antes como governador ele utilizava a PM, agora como ministro da justiça, está usando a Polícia Federal.
Ele faz isso para chantagear opositores, aliados e até a imprensa.
Os três nomes abaixo são os que operam essas ações ilegais para não dizer criminais, que já estão em Brasília.
Jeferson Portela – ABIN
Ricardo Cappelli – GSI
Clayton Noleto Silva – DENIT
Clayton Noleto é conhecido no Maranhão como o “posto Ipiranga” do Flávio Dino.

Confira clicando aqui.

O que dizem os apontados pelo senador

O Bunker entrou em contato com os 4 nomes apontados pelo parlamentar para ouvir o que eles têm a dizer.

O GSI respondeu que o servidor Ricardo Cappelli está agora alocado no Ministério da Justiça, pasta de Flávio Dino.

A ABIN afirmou que não pode falar sobre a existência ou não de um servidor com o nome Jefferson Portela em seus quadros, mas nossa apuração concluiu que o mesmo não se encontra na Agência.

Segundo publicado pelo mesmo servidor no Instagram, trata-se do ex-secretário de Segurança Pública do Maranhão.

Até o fechamento da matéria o Ministério da Justiça e o DENIT não responderam nossos questionamentos.

O espaço para manifestações continua aberto.